Follow by Email

2015/08/14

O Social Security celebra 80 anos

Há 80 anos o Presidente dos Estados Unidos da América, Franklin D. Roosevelt promulgou a lei que criaria o sistema de reformas neste país: Social Security Act.  Hoje o sistema de reformas nos Estados Unidos é o principal veículo de vencimentos para os americanos com mais de 65 anos. 
Cerca de 239 milhões de americanos, com mais de 20 anos de idade, fazem parte do sistema de reformas do Social Security, como contribuintes. Eis alguns dos números, fornecidos CAD (Center for American Progress) que claramente indicam a importância deste programa para a segurança económica da classe média americana:
·         Em 2104, cerca de 60 milhões de americanos receberam vencimentos do Social Security, o que inclui 42 milhões de reformados, mais de 6 milhões sobreviventes dos contribuintes e 11 milhões de pessoas incapacitadas por motivos de doenças ou acidentes. 
·         Sem o Social Security cerca de 27 milhões de americanos estariam nas rulas da pobreza.
·         Cerca de 66% dos americanos necessitam da reforma do Social Security para a sua sobrevivência económica, sendo para a vasta maioria a única reforma que possuem. 
·         Cerca de 80% das pessoas incapacitadas sobrevivem unicamente das pensões do Social Security.
·         Mais de 3.4 milhões de crianças recebem benefícios essenciais para a sua sobrevivência, tornando este sistema no maior programa do governo federal para a segurança económica das crianças americanas. 

Celebremos o octogésimo aniversário do Social Security ( o sistema das pensões de reformas nos EUA) com o nosso compromisso como sociedade de que o sistema tem que ser fortalecido pra continuar a garantir a segurança económica dos cidadãos americanos.  Celebremos a efeméride sancionando os conservadores que com cada ciclo eleitoral prometem privatizar o sistema, e quotidianamente, tentam enfraquecê-lo com assaltos desonestos e aumentando, sempre que possível, a idade da reforma.  Com o grau de iniquidade económica que infelizmente ainda vivemos nos EUA este programa, que agora celebra 80 anos e que tem protegido várias gerações, é cada vez mais importante.